A cor é um elemento essencial em qualquer peça gráfica, nomeadamente ao nível da consistência da imagem corporativa. É por isso muito importante cada marca possuir um manual de normas gráficas, que entre outras características deve conter a descrição das cores utilizadas no branding. E a melhor forma de o fazer é com o Pantone Matching System, ou em português Sistema de Correspondência Pantone.

Cores Pantone Vantagens e Desvantagens

O que é o Sistema de Correspondência Pantone?

Este sistema não é mais que uma correspondência exacta de cores, de forma normalizada e de grande precisão.
No sistema de impressão CMYK podem haver pequenos desvios de cor, dependendo do equipamento de impressão, o substracto, entre muitos outros factores.

Processo de impressão Pantone e CMYK

No sistema de cores Pantone isso não acontece, uma vez que a cor final não é obtida pela mistura nas 4 cores CMYK, mas sim preparada à priori com um maior grau de precisão.

Qual a importância das cores Pantone?

Em determinados trabalhos gráficos é necessário garantir a correspondência de cor com a máxima exactidão possível. O designer necessita de garantir com precisão determinada cor. Independentemente do país onde é produzido, do material em que é produzido, e do equipamento em que é impresso.
Suponha que não existia um sistema de cores como o Pantone. Seria muito difícil garantir a consistência na imagem visual das marcas. Por exemplo os arcos dourados do McDonalds em algumas cidades teriam uma determinada tonalidade amarela, noutros teriam uma tonalidade amarela diferente. Como já referido noutro artigo, é muito importante manter a consistência da imagem corporativa de forma a que o consumidor consiga identificá-las. E uma das formas de o garantir é com o Sistema de Correspondência Pantone.

Como surgiram as cores Pantone?

Lawrence Herbert era um jovem recém-licenciado que começou a usar o seu conhecimento de química para sistematizar e simplificar o stock de pigmentos e a produção de tintas, como colaborador numa gráfica em New Jersey (EUA), através da identificação, comparação e orientação das cores.
Ao obter bastante sucesso com o seu sistema, Herbert ficou encarregue do departamento de tinta e impressão por volta do ano de 1962. Porém a empresa encontrava-se em dificuldades financeiras, foi aí que Herbert a adquiriu e alterou o nome para Pantone LCC.

Pantone vs. CMYK – vantagens e desvantagens

Preço

O custo de impressão com cores Pantone é bastante superior à impressão em quadricromia (também conhecida como impressão CMYK). Isto deve-se ao facto de cada cor Pantone ser preparada cuidadosamente para corresponder a determinado código, ao passo que na impressão em CMYK a cor é obtida directamente na impressão.

Tempo de impressão

A impressão em CMYK é mais célere que a impressão em Pantone, principalmente na impressão digital. A impressão de cores Pantone requer uma cuidadosa escolha e preparação.

Precisão

O sistema de correspondência Pantone tem como objectivo garantir a precisão das cores. O sistema CMYK é um método de impressão com boa relação preço/qualidade, porém não consegue garantir uma exacta correspondência de cores.

Cores Especiais

Para além da precisão, o sistema Pantone tem uma outra grande vantagem relativamente ao método de impressão CMYK. E esta vantagem trata-se de conseguir reproduzir cores especiais, como dourado, prateado e outras cores metalizadas ou fluorescentes.

Número de cores

Teoricamente é possível reproduzir 1 milhão de cores com o sistema CMYK. No que toca às cores Pantone é apenas possível reproduzir pouco mais de duas mil.

Pantone e CMYK - comparativo

Em suma o sistema de correspondência Pantone é um excelente método de impressão para quem procura precisão e consistência no resultado final. É também opção para cores especiais, como dourados e prateados. Por outro lado a impressão CMYK é a mais económica, mais rápida e pode reproduzir um maior número de cores.

Curiosidades e informação adicional sobre as cores Pantone

Várias instituições oficiais adotaram o sistema de cores Pantone para as bandeiras nacionais, inclusivamente Portugal.

Os códigos das cores Pantone podem ser seguidos pela letra “C” ou “U”, que significa “coated – couché” ou “uncoated – não couché”.

Estão disponíveis inúmeros Guias Pantone para diferentes contextos, por exemplo para impressão têxtil, temos um guia que inclui 1867 amostras de cores com as respetivas fórmulas.

Várias marcas conhecidas “lutam” para registar a sua cor eleita de forma exclusiva, como por exemplo:

  • Veuve Clicquot, segundo maior fabricante de champagne do mundo, registou a cor Pantone 137C exclusivamente, e é usada há mais de 135 anos;
  • Tiffany & Co, o famoso azul criado especialmente para a marca com o número único do ano da fundação da empresa, Pantone 1837;
  • Louboutin, registou a cor Culte Chinese Red (Vermelho Chinês) em 2012 após bastantes dificuldades, mas já utiliza esta cor Pantone 18-1663 TCX, desde o ano de 1993;

Todos os anos é eleita a “cor Pantone do ano” e o seu significado, uma tendência que ficou bastante conhecida. É uma tática comercial que influencia os designs criados ao longo do ano, mostrando a popularidade da cor Pantone e o seu impacto. Esta prática teve início no ano 2000 e conseguiu vingar, não só na indústria gráfica, mas também no mundo da moda, publicidade e tendências em geral.

Cor do ano Pantone

A escolha da cor e o seu significado é um factor muito importante na criação de qualquer peça publicitária, na criação de um logótipo criativo, por exemplo. A Webnial Gráfica Online está ao seu dispor para quaisquer questões e oferece uma orientação profissional e eficiente na impressão gráfica. Entre em contacto e consulte os serviços e produtos que temos disponíveis.

Este site utiliza cookies para permitir uma melhor experiência por parte do utilizador.

INDIQUE O SEU EMAIL, E RECEBA O CUPÃO
Inscrever
Consinto o tratamento dos dados para uso de acordo com a política de privacidade
Receba todas as promoções por email!
Inscrever
Consinto o tratamento dos dados para uso de acordo com a política de privacidade